segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

O Oscar Teen 2011

Como faço todo ano (há cerca de 1 ano), comentei com muita preguiça o Oscar no Twitter. Com apresentação de James Franco e Anne Hathaway, a cerimônia ficou bastante coerente com a atual produção cinematográfica no mundo. Eis os comentários:

[Pim] Socorro. A tradução simultânea do Oscar já começou.

[Pim] Repórteres do Oscar fazem perguntas enviadas pelo Twitter aos atores. A interatividade é mesmo a solução para o jornalismo...

[Pim] Não assisti a filme algum indicado ao Oscar, de modo que posso comentar a cerimônia com muito mais propriedade que Rubens Ewald.

[Pim] O principal recurso dramático de James Franco, ator indicado ao Oscar, é o ar "tô nem aí", que a indústria adolescente acha o máximo.

[Pim] O verdadeiro Oscar hoje é o Emmy, o prêmio da TV americana. O cinema está tão adolescente que a última sessão devia ser às 18 horas.

[Pim] "Cisne Negro" - eu soube - é sobre uma bailarina que precisa tocar umazinha pra se tornar uma grande artista. Um drama, sem dúvida.

[Pim] Juveninho manda apelo: "Morenas do mundo inteiro, por favor! Não se inspirem na maquiagem dessas celebridades! Não é legal! Obrigado."

[Pim] Depois de vários prêmios adolescentes, sai Oscar para Christian Bale. Num filme com Mark Wahlberg, porém, qualquer um parece um gênio.

[Pim] 2 prêmios de Som para os melhores DJs dos filmes. Deviam reclamar dos exibidores, que insistem em colocar cadeiras na pista de dança.

[Pim] Tava demorando! Obama aparece em vídeo, assim como quem não quer nada, fazendo uma gracinha. É o merchandising esquerdista no Oscar.

[Pim] É uma tremenda injustiça que James Franco concorra ao Oscar de Melhor Ator, e Barack Obama não.

[Pim] E o Brasil perde mais uma vez o Oscar com o seu sintomático "Lixo extraordinário".

[Pim] Billy Cristal está envelhecido, de modo que me faz sentir velho. E, em poucos segundos, ele dá alguma graça a este Oscar adolescente.

[Pim]
Se você é um ator de Malhação, calma que ainda há esperanças: James Franco - imagine - já fez um filme com Robert De Niro.

[Pim] O Oscar está igual à Copa do Mundo. Chegamos às etapas principais, e ainda há um monte de candidatos pequenos...

[Pim] Não é irônico que Natalie Portman receba grávida um Oscar por uma personagem que precisava se masturbar para virar uma grande artista?

[Pim] O inexpressivo James Franco e a histérica Anne Hathaway são o retrato do cinema teen: para qualquer lado, sempre exagerado... e falso.

[Pim] Vence "O Discurso do Rei", talvez porque, em vez de zero ou 1, tenha 2 atores de fato: Colin Firth (também vencedor) e Geoffrey Rush.

[Pim] Nada mais coerente que o Oscar Teen 2011 terminar com um coral adolescente. Só faltou a Whoopi Goldberg de maestra.

******

Pim no Oscar 2010 - AQUI.

Nenhum comentário:

Postar um comentário