segunda-feira, 6 de maio de 2013

Soneto escancarado

(Felipe Moura Brasil)

Porque te vi menina, obstinada
a em tudo ser melhor, como se foras
consciente já tão cedo de que nada
alcançam inertes almas sonhadoras;

Porque te vi buscar perturbadoras
palavras, quando as moças em manada
queriam só as mais acolhedoras
à própria insegurança disfarçada;

Porque não te revi senão com rara
coerência a tais lembranças que eu guardara
e ainda porque delas riste adulta,

É que hoje - do menino, em mim, tomara -
recupero a inocência que escancara
esta paixão... fingidamente culta.

*****

Felipe Moura Brasil é autor do Blog do Pim e não responde pelo seu eu-lírico. 

[Publicado originalmente no facebook - aqui.]

Um comentário:

  1. Olá Felipe,
    Bravo!!!
    Parabéns pelas postagens, e que essa "cartilha" que será lançada em julho abra os olhos daqueles que estão dormindo, eu mesma já tenho a quem presentear! Vozes da razão como o grande Olavão precisam ser ouvidas urgentemente!
    Felicidades!
    abraços,
    Valéria

    ResponderExcluir