quinta-feira, 20 de junho de 2013

A culpa da corrupção é do Foro de São Paulo

Não é um movimento espontâneo! Eu confesso. Tudo isso que vocês estão vendo nas ruas e na internet é uma estratégia comercial de lançamento do mais educativo livro do filósofo Olavo de Carvalho, organizado e apresentado por Felipe Moura Brasil, O mínimo que você precisa saber para não ser um idiota. Isso mesmo: nunca foi tão autêntico e literal um marketing de guerrilha.

Nosso objetivo era despertar nas pessoas de bem deste país o interesse pela compreensão do atual estado de coisas. Conseguimos. Tem sido um enorme sucesso! Quem ainda estiver desesperado, sentindo-se um bebezinho em todos esses assuntos, sem entender origens, causas, métodos de manipulação, consequências, psicologia da juventude, que diabos é comunismo, conservadorismo, esquerda, direita, e por que foi um bebezinho até ontem, 'keep calm, baby'. No fim de julho, você entenderá tudo.

*****

Até lá, entenda o que puder das análises objetivas do movimento, feitas por Olavo de Carvalho. Agora, é claro, falando sério:

"A soma das vozes populares dá potência ao movimento, mas é a liderança que o canaliza e aproveita politicamente. Não adianta nada haver milhões de conservadores gritando nas ruas contra Dirceu, Lula e Dilma, se tudo só servir para dar mais poder à única liderança ativa do momento, que é o Foro de São Paulo. Será, pela milésima vez, a revolução lucrando com a denúncia de seus próprios crimes."
(Olavo de Carvalho)

"O importante para o Foro de São Paulo não é defender Dilma ou o PT, mas assegurar que o movimento das ruas desembocará num resultado socialista, mesmo que seja preciso sacrificar a presente liderança visível. O entusiasmo patriótico das massas tem força, mas não direção. As águas não vão para onde desejam, mas para onde são canalizadas. A esquerda tem dezenas de anos de prática em canalizar a vontade popular, e os conservadores, patriotas etc. não têm nenhuma, tanto que imaginam que a vontade popular se transfigura, por si e espontaneamente, em decisões políticas e legais, coisa impossível entre quantas já passaram por uma cabeça oca."
(Olavo de Carvalho)

"A massa pode ser conservadora e patriótica o quanto bem entenda, mas a iniciativa está nas mãos do Foro de São Paulo. A esquerda não só iniciou o movimento, mas conserva a dianteira e, aparentemente, não tem concorrentes. Pode surgir uma nova liderança, do nada? Pode, mas não há sinais de que isso vá acontecer. Cada militante esquerdista que sobe na vida, conquista cargos e se torna famoso está SEMPRE decidido a perder tudo isso se for em benefício da causa. Lula, Dilma e Dirceu não são exceções. Oportunistas e carreiristas têm pouquíssima chance no Foro de São Paulo. Onde eles prosperam é nos partidos "de direita", que não lutam por causa nenhuma mas apenas pela manutenção dos cargos de quem já os tem."
(Olavo de Carvalho)

"Nenhum de vocês, cidadãos comuns, tem a menor culpa pela inexistência de um movimento conservador decente. Movimentos custam MUITO dinheiro; nenhum tem começo modesto, todos vêm das grandes fortunas. O que não custa dinheiro é a iniciativa intelectual, como por exemplo a minha, mas ela não pode por si criar nem instaurar um movimento. Por isso o conservadorismo existe no Brasil como corrente de pensamento, mas não como movimento político. As igrejas evangélicas começaram um movimento, mas ainda incipiente. E uma massa de fiéis não é ainda uma militância, falta muito para isso."
(Olavo de Carvalho)

"Se um único general tomasse a dianteira e prendesse os corruptos que a massa revoltada quer ver na cadeia, ganharia instantaneamente o apoio de toda a população, inclusive de grande parte dos agitadores de rua, e teria então autoridade para cavar mais fundo e quebrar a espinha do Foro de São Paulo. Viraria a mesa num estalar de dedos. É nessas horas que os heróis surgem ou desaparecem para sempre. No meu modesto entender, só estão buscando uma desculpa elegante para desaparecer, e aliás nem precisam disso, pois já desapareceram."
(Olavo de Carvalho)

"Se o Joaquinzão [Joaquim Barbosa, presidente do STF] tivesse duas bolas, em vez de uma e meia (o que no Brasil já é até excesso), ele não hesitaria em impor sua autoridade por meio das Forças Armadas, e se tornaria o maior herói nacional de todos os tempos."
(Olavo de Carvalho)

"Os fulanos saem à rua exigindo a prisão dos corruptos que o governo protege, e quando sugiro que o STF realize isso mesmo por meio das Forças Armadas, eles respondem que estou pregando um 'golpe militar'. Será que estou falando com macacos?"
(Olavo de Carvalho)

"Vão me acusar de racista porque eu disse que o Joaquinzão só tem uma bola e meia."
(Olavo de Carvalho)

"No Brasil é tão normal, tão obrigatório pensar com meras figuras de linguagem e slogans colhidos da mídia, que quando um sujeito simplesmente analisa as coisas cientificamente, chega às conclusões corretas e faz previsões acertadas, logo o chamam de profeta ou querem matá-lo. O que estou fazendo nas minhas análises da conjuntura nacional não é nada mais do que praticar as CIÊNCIAS SOCIAIS, que os profissionais universitários da matéria desconhecem por completo."
(Olavo de Carvalho)

"Quaisquer que venham a ser os desenvolvimentos da onda de protestos no Brasil, sua primeira vítima está ali, caída no chão para não se levantar nunca mais, e ninguém sequer se deu conta da sua presença imóvel e fria: é a 'direita' brasileira. (...)"
(Olavo de Carvalho - Leia o artigo completo.)

"A esquerda pode lucrar com o crescimento da baderna ou, igualmente, com a repressão estatal do movimento. Ela está dos dois lados, controlando o tabuleiro magistralmente."
(Olavo de Carvalho)

"Não é de hoje que a esquerda se divide para assim monopolizar o espaço do debate e da concorrência. Prestes x Marighela, Brizola x Lula, PT x PSDB, lulistas ('moderados') x 'radicais' e assim por diante. É uma técnica e uma compulsão ao mesmo tempo. Faz parte da estrutura dos movimentos revolucionários. Cada vez que aparece uma dessas divisões, os idiotas da direita festejam, achando que vai enfraquecer a esquerda."
(Olavo de Carvalho)

"É como me disse, num cochicho discreto, o ex-ministro romeno das Relações Exteriores, Andrei Pleshu, um tremendo gozador: 'É preciso restaurar o movimento conservador - com a ressalva que já não há mais nada para conservar.'"
(Olavo de Carvalho)

E para quem pede solução...

"Marcia Regina Ferreira pergunta:

'Eu gostaria de saber, do Olavo Carvalho, a quem muito prezo e admiro o discurso inteligente, na opinião dele, como deveria ser feito.'

Resposta:

Não tenho fórmula pronta, mas a experiência histórica mostra que a formação dos grandes movimentos políticos obedece a uma sequência mais ou menos imutável. (1) Iniciativas intelectuais isoladas; (2) Organização dos intelectuais numa rede de debates, que podem prosseguir por muito tempo sem nenhuma ação política propriamente dita; (3) Aglutinação de recursos financeiros; (4) Adestramento de militantes; (5) Conquista, criação e ampliação dos meios de ação; (6) Criação de um Estado Maior para discussão estratégica e tática (o Foro de São Paulo é isso); (7) Desencadeamento de ações; (8) Manutenção do controle e revisão permanente das estratégias e táticas à luz dos resultados obtidos. Como você pode ver, nossos iluminados políticos e empresários conservadores não estão sequer à altura de participar do capítulo 1. Agradeço à Márcia a iniciativa de fazer uma pergunta tão oportuna."
(Olavo de Carvalho)

"Na esfera intelectual, que é decerto bem mais modesta, já dei pessoalmente o exemplo de como se faz. Como diziam os Founding Fathers: oferecer nossa VIDA, nossa HONRA, nossos BENS e nossa LIBERDADE."
(Olavo de Carvalho)

"Ter razão é a minha profissão."
(Olavo de Carvalho)

"A existência do Brasil desmente o Princípio de Razão Suficiente."
(Olavo de Carvalho)

*****

QUEREM PROTESTAR? Protestem contra o inimigo certo!



"Alguma manifestação contra o Foro de São Paulo, a entidade que Lula fundou [em 1990] junto com o ditador genocida Fidel Castro e que, com a participação de grupos terroristas como as Farc e demais partidos comunistas latino-americanos, articulou a bem-sucedida tomada do poder em todo o continente, debilitando a soberania nacional e fomentando o tráfico de drogas no país dos 50 mil homicídios por ano, onde aliás os menores incendeiam os maiores, com a certeza da impunidade?"
(Felipe Moura Brasil - aqui.)

Siiiiiiiim! Agora siiiiiiiiiim!

SAIBA MAIS AQUI.

"Essa manifestação contra o Foro pode ser o teste decisivo. Conforme predomine o apoio ou o boicote, o rumo das coisas se tornará claro e inequívoco."
(Olavo de Carvalho)

"Para os que têm alguma voz no capítulo, o que importa agora é deixar claro e repetir milhões de vezes que a culpa da corrupção e do descalabro todo é do FORO DE SÃO PAULO, e não de políticos individuais dos quais o próprio Foro pode estar querendo se livrar, seguindo nisso a velha técnica revolucionária de sobreviver limpando-se na sua própria sujeira."
(Olavo de Carvalho)

Mais análises:

http://felipemourabrasil.com.br/
http://midiasemmascara.org/

3 comentários:

  1. Boa noite. Gostei do que li até agora do blog. Cheguei até aqui pesquisando sobre o movimento. Boa coisa que seu texto recebeu destaque no mídia sem máscara. Estou aguardando seu livro. Parabéns.

    ResponderExcluir
  2. Caro Felipe M Brasil, boa noite!

    Mesmo com muito sono (são 00:50), tenho o prazer de vir em seu blog. Acabou que deu vontade de escrever...

    Admito! Fui na passeata! Mesmo sabendo de toda engenharia social! Sou aluno anônimo do Olavo faz 5 anos!
    Não fui para protestar. Não mesmo! Mas tive a maldita idéia de aceitar e acompanhar minha filha a se “expressar” junto com o turma do Pedro II (os que depois serão os universitários engajados daqui a pouco). Em algum momento de insanidade entendi que minha filha deveria ter seu momento de “liberdade”!
    É sabido que não existe liberdade de expressão no coletivo. Se assim fosse, não seria uníssono. Mas vá lá! Há boa vontade nesses corações e pode sair algo de bom. Isso poderia ser em alguma instância de certo proveito para minha filha. Ledo engano...

    Enfim, uma vez explicada (e longe de ser justificativa) minha ida, posso dizer o que o que vi.

    Vi muitos playboys, patricinhas, mauricinhos tirando fotos de si. Afinal, não basta ir pra rua, tem que provar no facebook que você é descolado entre seus amiguinhos. O facebook acentuou toda a carência da juventude em chamar atenção. MAS... é claro, tinham os que não queriam aparecer. Por isso mesmo colocaram mascaras e camisetas na cara. Pra que seria?

    Vi pessoas aos montes gritando “não a moralidade” em resposta o bonitinho é improfícuo “não a violência”. Muitos gritos de “Quebra o pardal! Quebra o pardal!”

    Vi panfleteiros e ativistas da CUT, PSTU, PSOL entoando gritos revolucionários!

    Vi vários pequenos líderes desde a candelária até o sambódromo puxando gritos e mostrando onde deveriam ser os focos.

    Vi o “poeta” underground de alcunha D2 falando algumas de suas merdas tanto musicadas.

    Vi algumas dezenas de covardes com camisa na cara invadindo o sambódramo e enfrentando um único segurança sem motivo nenhum! Vi na saída do metro da praça XI 3 mulheres policiais pelo lado dentro das grades de um dos prédios sem reagirem a todo tipo de ofensa e gestos obscenos destes babacas!

    Vi na mesma praça XI uns idiotas tacarem pedras em carros com a justificativa (dita por eles aos brados) de que a polícia estava tacando gás lacrimogêneo. Justo!

    Vi os covardões entrarem no terreirão do samba, invadirem o colégio público ao lado e começarem a tentar invadir o hospital estadual de imagens.

    Vi uma dezena de ações nada espontâneas executadas para câmeras de plantão onde não estava ninguém concentrado para servir de propaganda. Um exemplo disso foi por volta das 18:30 em frente a candelária quando tinha um grupo com um faixa branca de uns 7 metro de largura sem que houvesse alguém concentrado ali!

    Vi muita maconha e cerveja rolando solta para alegria dos aviõezinhos e ambulantes.

    Vi muita bandeira do Brasil... todas com frisos de recente compradas. Acho que o kit vinha com tinta guache.

    Vi tanta idiotice e tive pena de mim... tive de suportar calado em defesa de minha integridade física. Bem feito pra mim! Fiquei melancólico por saber que não estava errado... A passeata é um grande cirque du soleil!

    P.S.: Gostaria só de saber como a grande mídia vai denominar esses radicais. Será que de esquerda? Hahaha! Nunca! Jamais!
    Outrossim: que ninguém fale que uns poucos manifestantes estavam de baderna. Era gente pra caralho de camisa na cara!

    Pois é... deixe-me voltar para meus livros...

    Vinny LSR

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Felipe e caro Anônimo Vinny LSR
      Felipe, nós temos sorte de ter você por aqui, por nós,por tudo isso. Como disse bem, o caro Anônimo, essa melancolia por enxergar claro. Deus te ilumine!
      Caro anônimo. Acho que você fez bem em ir e acompanhar sua filha. Foi bem didático. Agora vocês formaram uma imensa sintaxe para o dialogo que só começou. Graças a Deus estão em paz.
      Eu estou fora de Sampa e minha filha está estudando pro vestibular mas, eu faria como você. Iríamos juntos ver de perto, se ela insistisse em ir.
      Deus vos ilumine!
      Ari

      Excluir